Myanmar

Myanmar

Mianmar, antiga Birmânia fica no sudoeste da Ásia. Com 678.000 quilômetros de área é o maior país da região, fazendo fronteira com a China, Laos, Tailândia, Bangladesh e Índia. É banhada pelo Mar de Andamão, Golfo de Bengala e Canal do Coco. O país esteve nas mãos dos ingleses até o final da Segunda Guerra Mundial, quando, por motivos políticos se fechou para o mundo, sendo hoje comandado por uma junta militar. Este isolamento foi responsável pela preservação de suas florestas, que hoje ocupam 49% do seu território, com espécies como a teca, o coqueiro, o carvalho e a seringueira, além dos belos rododendros. Budista, o país conserva seus templos, como o magnífico Pagoda Shwedagon, que guarda a herança cultural de seu povo. Símbolo de Mianmar, ele é coberto com centenas de placas de ouro e decorado com diamantes.




Melhor época - Outubro a Abril

Dica Venturas: Na cidade de Bagam, famosa por seus mais de 3000 templos, existe a possibilidade de se fazer um passeio de balão ao amanhecer. Por ser muito concorrido, deve ser agendado com meses de antecedências e estará sujeito às condições climáticas.


Amarapura

Antiga capital do Myanmar e agora uma cidade de Mandalay. Amarapura é limitada pelo rio Irrawaddy a oeste, pelo povoado de Chanmyathazi ao norte e à antiga capital Ava ao sul. Foi a capital de Myanmar durante o período Konbaung (1783-1821 e 1842-1859) e seguida por Mandalay em 1859. O povoado de Amarapura é conhecido pela tradicional tecelagem de seda e algodão e pela fundição de bronze.



Ava

Foi a capital do reino Burmese por quase 400 anos durante o segundo Império de Mianmar.



Bagan

Conhecida como a cidade das 4 milhões de pagodas, Bagan é um dos sítios arqueológicos mais ricos da Ásia. É possível encontrar mais de 2000 pagodas, templos e monastérios construídos durante a dinastia Bagan. A cidade pode ser descrita como surpreendente e encantadora, onde os visitantes experimentam a essência de Mianmar em um local ainda não afetado pelo século 21. Bagan não é só famosa pelas pagodas, mas também pelos artefatos produzidos em laca.



Barca Real Karaweik

é um palácio em forma de barca localizado na margem leste do lago Kandawgyi. Foi desenhada pelo arquiteto U Ngwe Hlaing. A construção teve início em Junho de 1972 e terminou em Outubro de 1974. Possui 2 espaços para eventos e abriga hoje um restaurante.



Chaukhtatgyi Reclining Buddha

É considerada uma das maiores imagens do Buda reclinado, com 62 metros de comprimento.



Hsinbyume Pagoda

esta bela pagoda, também chamada de Pagoda Myatheindan, tem um estilo arquitetônico distinto e é inteira branca. Foi construída em 1816 em homenagem à princesa Hsinbyume (Dama do Elefante Branco), quem morreu no parto.



Kuthodaw Pagoda

Conhecida como o maior livro pelas escrituras budistas talhadas em 729 placas de mármore.



Lago Inle

este vasto e pitoresco lago circundado pelas Montanhas Azuis está a 900m acima do nível do mar. O lago é famoso pelos Inthas (habitantes nativos do lago) que desenvolveram uma técnica única de remar com os pés.



Mahamuni Pagoda

A Pagoda recebeu esse nome devido à imagem sagrada que abriga - "Maha Muni". A segunda imagem mais sagrada de Mianmar é dita ter sido um molde de Gautama Buddha em vida e que Buddha a abraçou 7 vezes, trazendo-a à vida. Consequentemente, budistas devotos acreditam que a imagem tem vida e se referem a ela como a Imagem Viva de Maha Muni.



Mandalay

A última capital do Império de Mianmar / Burmese, Mandalay está situada no centro de Mianmar a 668km de Yangon. É a maior cidade depois de Yangon e é tanto um importante centro comercial como um repositório da cultura anciã. Com resquícios da antiga cidade real com inúmeros monastérios, Mandalay é um mostruário da arte e da arquitetura de Mianmar do século 19. É famosa também pelas esculturas em madeira, prataria, tapeçaria, tecidos de seda e outros produtos artesanais.



Mercado Bogyoke (Scott Market)

É um mercado de 70 anos, que contém uma enorme variedade de souvenires, desde produtos em laca até joias e pedras preciosas.



Mercado Nyaung Oo

Mercado com grande variedade de frutas e vegetais, bastante típico em Bagan.



Mingun

é uma cidade na região de Sagaing, no noroeste de Mianmar. A principal atração são as ruínas do templo Mingun Pahtodawgyi (stupa incompleta).



Monastério Mahagandayone

É esperado de um burmese que passe uma parte de sua vida servindo como monge e aprendendo os ensinamentos budistas



Monastério Shwe Yan Pyae

construído todo em madeira no início do século 19. Tem curiosas janelas ovais e é decorado com mosaicos e ornamentos em ouro.



Monastério Yoke-Sone-Kyaung

O famoso monastério Yoke-Sone-Kyaung foi construído em 1882. É patrimônio cultural e está situado na margem leste do rio Ayeyarwaddy. É famoso pelos espetaculares entalhamentos em madeira.



Monks Alms Collection

Procissão de centenas de monges que caminham silenciosamente pelas ruas para receber oferendas da população local. O ritual acontece diariamente na cidade, sempre ao amanhecer.



Monte Popa

seu nome original é Taung Kalat (monte pedestal). Em 442 a.C. um terremoto sacudiu o centro de Myanmar e, da paisagem árida e plana de Myingyan, surgiu o Monte Popa. É possível visitar tanto o topo como a Floresta de Sândalo e os Museus e Jardim de Ervas Medicinais e avistar pássaros e borboletas.



Museu Nacional

é o principal museu de arte, história e cultura birmanesa de Mianmar. Fundado em 1952, o museu de 5 andares tem uma coleção extensiva de artefatos antigos, ornamentos, peças de artes, inscrições históricas entre outros.



Ngapali

considerado um dos melhores (se não o melhor) destinos de praia do Myanmar. O nome, dizem, foi dado por um italiano com saudades de casa (Napoli). Ngapali se estende por 3km em uma orla com coqueiros e águas turquesas na bela Baía de Bengal. A cidade oferece uma das melhores comidas do país.



Pagoda Annada

também conhecida como Ananda Pahto, estima-se ser um monumento do início do século XII. É um dos maiores, mais bem preservado e mais venerado das pagodas de Bagan.



Pagoda Chaukhtatgyi (Buddha deitado)

pagoda que abriga umas das maiores imagens do Buda reclinado, com 62 metros de comprimento.



Pagoda Htilominlo

este grande templo foi construído pelo Rei Nantaungmya em 1218. É conhecido por ser o último templo no estilo Mianmar construído em Bagan. O nome significa "Benção dos 3 Mundos". O Rei Nantaungmya escolheu esse local para erguer o templo, pois foi onde foi coroado príncipe, escolhido entre seus 5 irmãos. A seleção para a escolha do herdeiro tinha uma tradição: um guarda-chuva branco era levantado e, para quem o guarda-chuva pendesse, seria o futuro governante.



Pagoda Indein

Indein é uma das pequenas vilas do Lago Inle, localizada à margem oeste do lago. Uma imagem de Buda foi consagrada em uma stupa caiada, que fica no topo de uma colina. Abaixo da stupa e ao redor da colina há uma aglomeração de centenas de antigas stupas, em sua maioria em ruínas.



Pagoda Mingalazedi

stupa budista construída em 1284 durante o reinado de Narathihapate. É um dos poucos templos de Bagan com quase todo conjunto de azulejos em terracota vitrificada retratando Jataka. Foi construída em tijolos e contem diversos terraços que levam ao topo da stupa.



Pagoda Phaung Daw Oo

está localizada em Ywama e é um importante sítio religioso. A pagoda abriga cinco pequenas imagens do Buda de ouro.



Pagoda Phaung Daw U

abriga 5 estátuas de Buddha que foram cobertas com tantas folhas de ouro que não é mais possível ver seu formato original e parecem sólidas bolas de ouro.



Pagoda Shwedagon

As torres históricas têm quase 98 metros de altura. É considerada uma das maravilhas do mundo religioso e acredita-se ter sido construída há 2500 anos. É coberta com centenas de placas de ouro; o topo tem 4531 diamantes incrustados, sendo o maior com 76 quilates.



Pagoda Shwezigon

foi construído como o mais importante relicário de Bagan, um centro de reza e reflexão para a nova fé Theravada, estabelecida pelo Rei Anawarahta em Bagan. Diz-se que foi construído para entesourar uma das quarto réplicas do dente de Buddha de Kandhi, Sri Lanka, e que para marcar o extremo leste da cidade. As outras três réplicas dos dentes também foram abrigadas em outras três pagodas.



Parque Kandawgyi

muito frequentado pelos moradores para lazer. A área do jardim é de 110 acres, área de águas 150 acres, totalizando 260 acres. É possível encontrar uma grande variedade de flores, inclusive um jardim de orquídeas, um mini zoológico, restaurantes e lojas de souvenirs. Kandawgyi significa "o grande lago".



Parque Mahabandoola

é um parque público e cercado de importantes construções, como a Sule Pagoda, a prefeitura de Yangon e a Suprema Corte. O nome é uma homenagem ao General Maha Bandula que lutou contra os britânicos na primeira Anglo-Birmanesa guerra (1824-1826). Há um obelisco representando a independência dos birmaneses sobre os britânicos.



Phwar Saw

Esta vila é um exemplo perfeito de como a população local vive. É possível ver a intimidade de um morador com o outro e com qualquer visitante estrangeiro. Visitaremos casas locais e observaremos seu modo de vida.



Pindaya

é famosa por suas cavernas em calcário. As cavernas são um local de peregrinação budista e abriga centenas de imagens de Buda. Há 3 cavernas na cordilheira, de norte a sul, porém somente as cavernas do sul podem ser visitadas. Um caminho bem definido leva ao fundo da caverna, aproximadamente 150m de profundidade. Existem por volta de 8000 estátuas de Buda na caverna que foram deixadas por peregrinos. A estátua mais antiga data de meados do século 18.



Ponte U Bein

A ponte de madeira mais extensa de Myanmar, que atravessa o Lago Taungthaman e é curvada para suportar o vento e as ondas.



Rio Ayeyarwady

É o maior rio de Mianmar e também a principal rota marítima comercial do país. Corre de norte a sul antes de desaguar no Delta de Irrawaddy e depois no Mar de Andaman.



Rio Irrawaddy

É o maior rio de Mianmar e também a principal rota marítima comercial do país. Corre de norte a sul antes de desaguar no Delta de Irrawaddy e depois no Mar de Andaman.



Sagaing

É considerado o centro vivo da fé budista em Mianmar e as centenas de monastérios ecoam os sons dos címbalos, gongos e sinos das pagodas.



Salay

é um colorido centro religioso localizado ao sul de Bagan. Cidade compacta, com construções coloniais, monastérios e pagodas. É famosa por ser a cidade natal do famoso escritor U Pone Nya durante a época dos reinados de Mianmar.



Scott Market

É um mercado de 70 anos que contém uma enorme variedade de souvenires, desde produtos em laca até joias e pedras preciosas.



Shwe Kyaung (Monastério Palácio de Ouro)

Um frágil lembrete do antigo Palácio de Mandalay, já que foi originariamente construído dentro do Palácio de Mandalay, porém movida para o local atual em 1880.



Shwedagon Pagoda

As torres históricas têm quase 98 metros de altura. É considerada uma das maravilhas do mundo religioso e acredita-se ter sido construída há 2500 anos. É coberta com centenas de placas de ouro; o topo tem 4531 diamantes incrustados, sendo o maior com 76 quilates.



Sule Pagoda

Marca o centro da cidade e ocupa um papel importante na política, ideologia e geografia do país. De acordo com a lenda, foi construída antes da Pagoda Shwe Dagon, na era de Buda, há mais de 2.500 anos. Ainda conforme a lenda, o local da pagoda Shwe Dagon deveria ser revelado por um espírito que residia no local onde hoje é a Sule Pagoda.



Templo Ananda

Foi construído em 1105 durante o reinado do rei Kyanzittha, da Dinastia Pagan. É um dos 4 templos restantes de Bagan. O templo budista abriga 4 Budas em pé, cada um de frente à um ponto cardinal (Norte, Sul, Leste e Oeste). O templo foi danificado por um terremoto em 1975, porém foi restaurado e é bem preservado atualmente



Templo Gubyaukgyi

O templo foi construído em 1113 pelo filho do Rei Kyanzittha,o príncipe Rajakumar, logo após a morte de seu pai. Rajakumar era o único herdeiro do trono de Bagan, porém Kyanzittha designou seu neto Alaungsithu como herdeiro e Rajakumar renunciou seu direito.



Yangon

Seu nome significa "cidade sem inimigo", do yan, inimigos, e koun, livrar-se de, fugir de. É a principal porta de entrada e capital de Mianmar. Apesar de a população girar em torno de 5 milhões de habitantes, ser a maior cidade do país e o mais importante centro comercial, passa uma impressão diferente de outras capitais da Ásia de tamanho similar. Bem arborizada, exala um ar mais provençal do que de cidade internacional.



Envie uma Mensagem


Venturas Viagens

Venturas Viagens e Turismo

Rua Minerva, 268 - Perdizes
São Paulo - SP - CEP 05007-031
Fone: 11 3879-9494
E-mail: atendimento@venturas.com.br

Mídias Sociais

Nossos Parceiros