Nova Zelândia

Nova Zelândia

A distante Nova Zelândia seduz em cada um dos seus 270.500 quilômetros quadrados, separados da Austrália pelo mar de Tasmânia. Descoberta em 1642 pelo holandês Abel Tasman, passou a integrar o império britânico a partir de 1769. Isso explica o inglês como língua predominante e a grande descendência européia da atual população, formada também pelos Maoris. A preservação destes nativos, que após a sua diminuição viram a sua população crescer no século passado, se deve ao respeito e a tolerância que surgiu com esta miscigenação. Hoje o povo da Nova Zelândia é considerado um das mais pacíficos do planeta e também um dos mais comprometidos com a sustentabilidade. Juntos eles também formam a fanática torcida pelos All Blacks, como é chamada a forte seleção de rugby do país. Partindo da Ilha do Sul, que abriga a geleira Fox, o Monte Cook, ponto culminante do país, e o famoso bungee jump da cidade de Queenstown, se chega a Ilha do Norte, de clima mais ameno e onde mora a maioria da população, que vive em cidades litorâneas. Estas duas porções de terra, mais várias ilhas menores, compõem o País. Na Ilha do Norte ficam Wellington, a capital do País, as belas praias da Península Coromandel. É em seu interior que estão as formações geológicas que ganharam o mundo por servirem de cenário para os filmes da trilogia “O Senhor dos Anéis”.



Filtre seu pacote de viagens

Nova Zelândia - Módulo Ilha Norte (Regular Inglês) - Válido até Abril 2017
5 dia(s) - Saída(s): diárias
a partir de US$ 1.360,00
 
Nova Zelândia - Módulo Ilha Norte (Regular Espanhol) - Válido até Abril 2017
5 dia(s) - Saída(s): Todas as quarta-feiras
a partir de US$ 1.500,00
 
Nova Zelândia - Self Drive Essencial - Válido até Abril 2017
9 dia(s) - Saída(s): diárias
a partir de US$ 1.770,00
 
Nova Zelândia - Self Drive de Norte a Sul - Válido até Abril 2017
16 dia(s) - Saída(s): diárias
a partir de US$ 2.190,00
 
Nova Zelândia - Auckland, Rotorua e Queenstown (Regular Espanhol) - Válido até Abril 2017
7 dia(s) - Saída(s): Todas as quarta-feiras
a partir de US$ 2.400,00
 
Nova Zelândia Essencial (Regular Inglês) - Válido até Abril 2017
9 dia(s) - Saída(s): diárias
a partir de US$ 2.520,00
 
Nova Zelândia Essencial (Regular Espanhol) - Válido até Abril 2017
9 dia(s) - Saída(s): saídas fixas, conforme abaixo.
a partir de US$ 2.940,00
 
Nova Zelândia Completa (Regular Inglês) - Válido até Abril 2017
13 dia(s) - Saída(s): diárias
a partir de US$ 3.830,00
 
Nova Zelândia Completa (Regular Espanhol) - Válido até Março 2017
13 dia(s) - Saída(s): 23/11; 14/12; 11/01; 08/02; 15/03.
a partir de US$ 4.430,00
 
Austrália e Nova Zelândia (Regular Espanhol) - Novembro a Março 2017
17 dia(s) - Saída(s): saídas fixas, conforme abaixo.
a partir de US$ 5.600,00
 
Austrália e Nova Zelândia Completo (Regular Espanhol) - Novembro a Março 2017
21 dia(s) - Saída(s): 15/11; 06/12; 03/01; 31/01; 07/03.
a partir de US$ 7.140,00
 

Melhor época - Outubro a Abril

Sugestão Venturas - Aventure-se nas diversas atividades que a Nova Zelândia oferece, como caminhada em glaciar, sobrevoo em avião-esqui que pousa na neve, salto de bungy jump, passeios em caiaques, rafting, trekking.


Antarctic Centre

A visita a este centro lhe fará conhecer os segredos mais incríveis do continente de gelo. Experimente uma tormenta de neve a - 5°C, visite os pinguins da Nova Zelândia e outras inúmeras atrações! São fornecidos equipamento e roupa para a atividade da tormenta de neve.



Arrowtown

É uma cidade de mineração histórica. Durante o auge do ouro, a população de Arrowtown chegou a mais de 7000 pessoas e tornou-se o centro de uma grande municipalidade que englobava Macetown, Skippers e Bullendale (hoje cidades-fantasma). Arrowtown foi constituída vila em 1867 e passou a fazer parte do Distrito de Lagos de Queenstown na reorganização governamental em 1989. Apesar de ter crescido e se modernizado, ainda há prédios bem preservados usados por imigrantes europeus e chineses da época da mineração.



Auckland

É uma cidade moderna e cosmopolita, sendo a maior área metropolitana da Nova Zelândia com uma população de 1.4 milhão de habitantes. Auckland é conhecida na língua maori como Tamaki-Makau-Rau, "a donzela com uma centena de pretendentes", pois era uma região cobiçada por muitas tribos. O nome ainda é válido, visto que estilo de vida de Auckland está classificado entre os melhores do mundo. Onde quer que esteja em Auckland, você nunca estará longe da água. Além disso, a cidade possui 48 cones vulcânicos espalhados por sua região, proporcionando vistas panorâmicas espetaculares da cidade.



Blue Mountains

Saída bem cedo para passeio de dia inteiro às Blue Mountains para desfrutar de paisagens naturais subtropicais com cachoeiras e, principalmente, das formações rochosas das Três Irmãs (Three Sisters). Durante o percurso, passagem pelas instalações olímpicas de Homebush e pelas pequenas cidades de Leura e Katoomba. Além disso, ainda terá a oportunidade de ver a vida silvestre da Austrália como cangurus, coalas, wombats no Parque Featherdale Wildlife. O tour é conduzido com guia-motorista em inglês e comentário simultâneo de guia bilíngue espanhol/italiano com fones de ouvido.



Bob´s Peak

O teleférico que leva ao topo do Bob´s Peak é o mais inclinado do hemisfério sul, levando a 450m acima de Queenstown e do Lake Wakatipu. De cima é possível ver Coronet Peak ao norte e a cadeia de montanhas Remarkables a leste. Além das águas azuis do Lake Wakatipu, é possível ver os picos Cecil e Walter ao sudoeste.



Bondi

Popular entre os mochileiros, bilionários, surfistas e "sarados", Bondi é uma das praias mais belas de Sydney. Um passeio pela esplanada à frente da praia faz com que você sinta o estilo de vida despreocupado e ensolarado. A praia de Bondi está a 30 minutos de transporte público do centro da cidade. A avenida principal, Campbell Parade, é movimentada e cheia de lojas de surf, souvenires, cafés, bares e pequenas casa de fish n´ chips (peixe com batatas fritas, comida tradicional). A Rua Hall tem várias marcas descoladas de moda e de designers, enquanto que a Rua Curlewis tem diversas galerias de arte. É possível, ainda, fazer trilhas para outras praias próximas.



Bungy Bridge

Acredita-se que o esporte foi originado em Vanuatu quando grupos de indivíduos jogavam-se de altas torres com apenas videiras amarradas aos seus pés. O esporte foi levado à Nova Zelândia e, com a construção da Ponte Kawarau de onde são realizados os saltos, nasceu o turismo de aventura na Nova Zelândia. A ponte está a 43m de altura do Rio Kawarau.



Cachoeira Josephine

Uma queda d´água localizada aos pés da maior montanha de Queensland - Mt Barthe Frere (1622m). Uma série de quedas termina em um poço rodeado de pedras e árvores, mantendo a temperatura fresca e agradável.



Cairns

É um popular destino turístico pela sua proximidade a diversas atrações, principalmente a Grande Barreira de Corais. Possui clima tropical com chuvas escassas no inverno e verões chuvosos. A cidade deve o seu nome a William Wellington Cairns (antigo Governador de Queensland). Foi formada para servir os mineiros que iam em direção à mina de ouro do rio Hodgkinson. Depois, foi um importante porto para exportação de cana-de-açúcar, ouro, metais, minerais e produtos agrícolas da região.



Canterbury Plains

A planície de Canterbury cobre uma área de 240km por 70km, margeando o oceano Pacífico.



Casa do Capitão Cook

Localizada no Parque Fitzroy Gardens, foi construída em 1755 e é a construção mais antiga da Austrália. Originalmente localizada em Yorkshire, na Inglaterra, e construída pelos pais do Capitão James Cook, a casa foi levada à Melbourne por Sir Russell Grimwade em 1934. Surpreendentemente, cada tijolo foi numerado individualmente, colocados em barris e enviados de navio à Austrália. Combinando interpretações modernas das aventuras de Cook, antiguidades de séculos passados, um encantador jardim de chalé inglês e voluntários vestidos com roupas do século 18, a Casa do Capitão Cook é uma fascinante viagem no tempo.



Catedral de São Patrício

Construída em arenito e basalto, a catedral é um exemplo clássico de arquitetura renascentista gótica, construída em estágios entre 1858 e 1940. É a maior e mais alta igreja da Austrália.



Christchurch

É a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia e a terceira área urbana mais populosa do país. O nome da cidade foi dado pela Associação de Canterbury, que fundou a província circundante de Canterbury. O nome Christchurch foi aceito na primeira reunião da Associação em 1848. Foi sugerido por John Robert Godley, quem frequentava Christ Church (Igreja de Cristo) em Oxford. Uma sequencia de fortes terremotos atingiu Christchurch entre 2010 e 2012. Um deles foi considerado um dos mais fortes já registrados em área urbana no mundo. A cidade sofreu grande destruição e ainda se recupera.



Christchurch

É a maior cidade da Ilha Sul da Nova Zelândia e a terceira área urbana mais populosa do país. O nome da cidade foi dado pela Associação de Canterbury, que fundou a província circundante de Canterbury. O nome Christchurch foi aceito na primeira reunião da Associação em 1848. Foi sugerido por John Robert Godley, quem frequentava Christ Church (Igreja de Cristo) em Oxford. Uma sequencia de fortes terremotos atingiu Christchurch entre 2010 e 2012. Um deles foi considerado um dos mais fortes já registrados em área urbana no mundo. A cidade sofreu grande destruição e ainda se recupera.



Comarca de Hobbiton

Set de filmagem da trilogia "O Senhor dos Anéis" e "O Hobbit". O set foi completamente reconstruído para O Hobbit e permanece como o visto em O Senhor dos Anéis.



Conservatório das Flores

Construído em um estilo de Missão hispânica clássico, com palheta de cor adobe, o adorável Conservatório do Fitzroy Garden foi aberto em março de 1930. O conservatório exibe 5 displays florais todo ano. Hortênsias e fúcsias florescem de Novembro a Fevereiro, begônias e gloxínias de Fevereiro a Abril, plantas tropicais e poinsétias de Abril a Julho, cinerárias e ciclamens de Julho a Setembro, e schizanthus e calceolaria de Setembro a Novembro



Devonport

Uma charmosa vila histórica a beira-mar, nas praias do norte de Auckland, está a apenas 10 minutos de ferry do centro da cidade de Auckland.



Dunedin

A cidade de Dunedin foi construída com as riquezas da corrida do ouro; consequentemente, tem um dos melhores acervos da arquitetura eduardiana e vitoriana no hemisfério sul. Os pináculos das igrejas góticas, mansões ornamentadas, trechos de floresta nativa e vistas magníficas do porto fazem com que Dunedin seja inesquecível. Pela cidade, você pode visitar casas históricas, se deliciar na fábrica de chocolate e conhecer os excelentes museus. A população de estudantes residentes mantém a cidade animada. Dirija ao longo de Otago Peninsula para conhecer Larnach Castle e encontrar vários animais selvagens, pois aqui existem colônias de pinguins, albatrozes e focas.



Estação de Flinders

É a estação de trem mais antiga da Austrália e com sua distinta fachada amarela e cúpula de cobre verde é um ícone da cidade. Antes da Federation Square, esse era o ponto de encontro preferido das pessoas, que levou à famosa frase "meet me under the clocks", ou "encontre-me debaixo dos relógios".



Federation Square

É o local de encontro de Melbourne. É uma área cultura única que reúne um mix criativo de atrações, museus e galerias, junto com muitos restaurantes, cafés e bares.



Forte Denison

No passado era um local de punição e confinamento da população condenada. Durante meados do século 19, um forte foi construído na ilha para proteger a baía de Sydney. Hoje é uma atração turística e está aberto 7 dias por semana para almoço no café, para picnics e para caminhada ao redor da ilha.



Franz Josef

O Glaciar foi inicialmente explorado em 1865 pelo geólogo Julius von Haast, que o nomeou em homenagem ao imperador Austríaco. O glaciar está a 5km da cidade de mesmo nome (com 330 habitantes) e uma caminhada de 20 minutos leva até sua face terminal. Há várias opções de caminhadas a partir do estacionamento. Se quiser ter mais contato com o glaciar, é possível contratar uma caminhada guiada sobre o gelo ou o heli-hike (helicóptero e caminhada). Sobrevoo cênico é outra opção.



Glaciar Fox

Nomeado em homenagem a Sir William Fox, Primeiro Ministro da Nova Zelândia de 1869 a 1872, o Glaciar Fox descreve tanto o glaciar como a vila próxima. Assim como seu gêmeo, o Franz Josef, o glaciar descende dos Alpes do Sul (Southern Alps) até a uma floresta temperada a apenas 300m acima do nível do mar. É possível fazer caminhadas no gelo, sobrevoos cênicos, visitar cavernas repletas de "glowworms" e aproveitar os cafés e restaurantes da cidade. Próximo do glaciar Fox está o Lago Matheson, um dos lagos mais fotografado na Nova Zelândia. Em um dia claro o lago reflete o Mt Cook.



Grande Barreira de Corais

É uma imensa faixa de corais composta por cerca de 2900 recifes, 600 ilhas continentais e 300 atóis de coral, situada entre as praias do nordeste da Austrália e Papua-Nova Guiné, e possui 2.300 quilômetros de comprimento, com largura variando de 20 km a 240 km. É a maior estrutura do mundo feita unicamente por organismos vivos e foi eleita Patrimônio Mundial da Humanidade em 1981.



Greymouth

É a maior cidade na costa oeste da Ilha Sul da Nova Zelândia e está na foz do rio. A área tem uma história de mineração de ouro, que é retratada no museu local. A cervejaria local é uma fábula para a Nova Zelândia, recebe tours e tem sessões de degustação. Pela cidade encontra-se galerias especializadas em pounamu (jade neozelandesa).



Hanmer Springs

Muito conhecida por suas piscinas termais naturais e belas paisagens, é uma pitoresca vila alpina a 90 minutos de carro de Christchurch. Hanmar Springs é atrativa o ano todo para prática de atividades de aventura ou para relaxar.



Harbour Bridge

A Ponte do Porto de Auckland (ou Auckland Harbour Bridge) é uma ponte que atravessa o Porto de Waitemata, conectando Auckland e North Shore City. A ponte é parte da State Highway 1 (SH1), uma autoestrada neozelandesa. É a segunda maior ponte na Nova Zelândia e a maior da Ilha Norte. A ponte tem um comprimento total de 1.020 m, elevando-se 43,27 m da água.



Harbour Bridge

A Ponte da Baía de Sydney, sobre a Baía de Sydney, liga o centro financeiro de Sydney (Central Business District) com a costa norte, residencial e comercial. Concluída em 1932, demorou 8 anos a ser construída. O comprimento total do tabuleiro principal é de 1149m. O arco que suporta o tabuleiro tem um comprimento de 503m e um peso de 39000 toneladas. O ponto mais alto do arco está 134m acima do nível do mar.



Hokitika

Foi inicialmente estabelecida em 1860, após o descobrimento do ouro na costa oeste. Era um importante porto fluvial, mas muitos navios se chocavam com o notório banco de areia Hokitika, que muda a cada maré. Há vários prédios históricos na cidade, galerias especializadas em jade, ouro, madeira e cerâmica proporcionando ótimas opções de souvenires.



Kaikoura

É uma base para experiências com vida selvagem de todos os tipos - é também um ótimo local para comer lagosta (na língua Maori "kai" significa comida e "koura" lagosta). O especial de Kaikoura são os mamíferos marinhos - baleias, focas e golfinhos vivem permanentemente na costa.



Kings Cross

popularmente conhecida como "The Cross", é um caldeirão de clubes de strip-tease com praticas típicas do mundo "underground", mas ao mesmo tempo com bares descolados, excelentes restaurantes, hotéis chiques e albergues.



Lago Eacham

Lago de uma cratera vulcânica que foi formado há 12.000 anos e tem 65m de profundidade.



Lago Matheson

As águas do lago são de cor marrom escura e, em um dia calmo, cria a superfície refletiva ideal. A cor é resultado da lixiviação natural de material orgânico da vegetação nativa. As montanhas a leste estão perfeitamente posicionadas para refletirem no lago. O lago Matheson foi formado a mais de 14.000 anos atrás, quando o Glaciar Fox recuou do seu último maior avanço em direção ao mar e deixou uma depressão que depois foi preenchido com água.



Lake Tekapo

A pequena cidade leva o mesmo nome do lago. O lago cobre uma área de 83 km² e está a uma latitude de 700m acima do nível do mar. O lago é alimentado pelo norte pelo Rio Godley, que tem sua origem nos Alpes do Sul, ao norte.



Lewis Pass

Passo de montanha dos Alpes do Sul com elevação de 864m. É mais alto que o Haast Pass, mas um pouco mais baixo que o Arthur´s Pass. Foi nomeado em homenagem a Henry Lewis quem, juntamente com Christopher Maling, foi o primeiro europeu a descobrir o passo em abril de 1860.



Mackenzie Country

É uma bacia elíptica entre montanhas e é a maior desse tipo da Nova Zelândia. O faz referencia à James Mackenzie, um pastor e ladrão de ovelhas escocês que se estabeleceu na região por volta de 1850.



Matamata

Cidade rural da Nova Zelândia e está localizada próxima à base da cordilheira Kaimai. O local é conhecido pela reprodução de cavalos de corrida e pelo treinamento dos mesmos.



Melbourne

É um labirinto de ruelas escondidas, bares luxuosos, restaurantes de alto padrão e lojas com peças únicas e exclusivas. Aqui você pode mergulhar na cultura, assistir eventos esportivos, saborear uma gastronomia dinâmica e os vinhos da região, dançar até o sol raiar ou passear pelas alamedas e parques com suas árvores frondosas. Visite a Federation Square, um importante espaço cultural da cidade e saboreie uma cerveja de fim de tarde em um passeio por St. Kilda. Faça compras na descolada Brunswick Street ou na sofisticada Chapel Street. Passeie por cafés, bistrôs e bares em Southbank e se delicie em um tour gastronômico por Carlton, Richmond e Fitzroy. Faça uma caminhada aborígine tradicional pelo Royal Botanic Gardens e junte-se à multidão de torcedores no estádio lotado de Melbourne Cricket Ground.



Mercado Queen Victoria

Também conhecido como "Queen Vic" ou "Mercado Vic", o mercado tem sido o coração e alma de Melbourne por mais de um século. Um histórico ponto de referência que ocupa dois quarteirões, é um mercado vibrante dentro da cidade onde se pode comprar de tudo, desde frutas e legumes da Austrália, até comidas gourmets importadas, cosméticos, roupas e souvenires.



Milford Sound

Descrita por Rudyard Kipling como a "oitava maravilha do mundo", Milford Sound foi esculpido por glaciares durante a Era do Gelo. Milford Sound é de tirar o fôlego em qualquer clima. Os penhascos do fiorde crescem verticalmente das águas escuras, os picos das montanhas arranham os céus e as cachoeiras cascateiam para baixo, algumas com 1000m de altura. Quando chove em Milford Sound, e isso geralmente acontece, as cachoeiras dobram de volume com um efeito magnífico.



Mission Bay

Bairro litorâneo de Auckland com bela praia de areia branca e uma orla vibrante com inúmeros cafés, restaurantes, bares. É a praia urbana mais acessível, a apenas 15 minutos do centro de Auckland.



Mt Cook

Ou Aoraki, é a mais alta montanha da Nova Zelândia, chegando a 3724m. Está nos Alpes do Sul, cordilheira que se estende pela Ilha Sul.



Mt Eden

Em Maori - Maungawhau, que significa montanha da árvore whau, tem 196 metros de altura e é o ponto natural mais alto de Auckland. Menos de dez minutos ao sul do centro da cidade, a subida até o topo é imperdível: você será recompensado com uma vista panorâmica da cidade e do porto. O vulcão tem uma base oval resultante de três crateras alinhadas. Seus fluxos de lava antigos cobriram 5,6 quilômetros quadrados e sua "bolha" continha lava suficiente para encher 32.000 piscinas olímpicas.



Museu de Auckland

Compreende uma exposição de raros artefatos Maori e coleções de todas as Ilhas do Pacífico. Tem sessões sobre História da Nova Zelândia, sobre as Guerras, sobre os animais e a vida marinha e ainda atividades para crianças.



Napier

Um desastre nacional fez com que Napier se tornasse uma das cidades com Art déco mais autêntica do mundo. Em fevereiro de 1931, um forte terremoto com 7,9 pontos na escala Richter abalou Hawke´s Bay durante mais de três minutos. Cerca de 260 pessoas perderam a vida e grande parte dos edifícios no centro comercial de Napier foi destruída. Sua reconstrução começou quase que imediatamente e grande parte foi concluída em apenas dois anos. As novas construções refletiam os estilos arquitetônicos da época: Clássico despojado, Missões e Art déco. A temática maori foi empregada para dar à cidade uma personalidade exclusiva neozelandesa, por exemplo, o ASB Bank no cruzamento das ruas Hastings e Emerson apresenta korus e ziguezagues maoris.



Nelson

Nelson é um estilo de vida; essa é a melhor maneira de descrevê-la. Situada no extremo noroeste da Ilha Sul, é a região mais ensolarada da Nova Zelândia. A geografia diversificada de Nelson engloba tudo desde as longas praias douradas até florestas virgens e montanhas rudimentares.



Opera House

Também conhecida como Teatro de Sydney, é uma das obras arquitetônicas mais expressivas e marcantes do mundo. A construção, projetada por Jørn Utzon, começou em 1959 e está localizada sobre a Baía de Sydney. Apesar de o arquiteto ter abandonado o projeto em 1966, o edifício foi inaugurado em 20 de outubro de 1973. A Ópera de Sydney tem cerca de 1000 divisões, incluindo cinco teatros, cinco estúdios de ensaio, dois auditórios, quatro restaurantes, seis bares e numerosas lojas de recordações.



Parlamento

Um dos prédios públicos mais antigos e de arquitetura mais diferenciada da Austrália. O interior apresenta uma decoração clássica incluindo um intrigante mosaico de azulejos de chão de Minton (empresa de cerâmica inglesa), folhas de ouro, colunas, estátuas e pinturas. Tem sido o Parlamento do estado de Vitória desde 1855 (exceto durante os anos de 1901 a 1927 quando foi o Parlamento Federal da Austrália).



Parnell

É considerado um dos bairros mais antigos de Auckland, pois data do início da colonização europeia de Auckland em 1841. À oeste do bairro está o Museu de Auckland, ao sul o Newmarket e ao norte a área comercial de St Georges Bay.



Parque Nacional Wooroonooran

Floresta tropical, que compreende as 2 montanhas mais altas de Queensland, inúmeros rios, cachoeiras, poços para banho e uma das florestas mais antigas e exuberantes do mundo.



Parque Regional de Muriwai

Seu principal atrativo é a praia de areias negras. É muito popular para surfe e também onde geralmente habita uma colônia de gansos.



Península Coromandel

Coromandel tem tudo o que uma grande cidade não tem. Envolto em floresta nativa com praias deslumbrantes de areias brancas, é rústico, intocado e relaxante. As opções de atividades e atrações são abundantes. Coromandel é lar de vários artistas e artesãos.



Picton

A cidade litorânea pitoresca de Picton é a base da Ilha Sul para o serviço de balsa que liga as principais ilhas da Nova Zelândia. É também a porta de entrada para as atrações marinhas, florestas e ilhas de Marlborough Sounds. Construída em torno de um porto protegido, a cidade possui uma encantadora orla repleta de cafés, restaurantes e vários tipos de galerias. Há também um museu marítimo flutuante e um aquário.



Punakaiki

A natureza começou seu trabalho de arte há 30 milhões de anos. Por milhares de anos, camadas alternadas de pequenas criaturas marinhas e areia foram enterradas e comprimidas no solo oceânico. Isso criou áreas com múltiplas camadas de calcário rígido e de arenito macio. Atividades sísmicas levantaram o solo oceânico e a ação do vento e da chuva começaram a erodir o arenito. O resultado são penhascos e ravinas com centenas de camadas horizontais, como enormes pilhas de panquecas.



Queenstown

É conhecida como a capital de aventura do mundo. Mais de 200 atividades de aventura estão à disposição, como esqui, snowboard, rafting, bungy jump, mountain bike, paraquedismo etc. Queenstown está às margens do Lago Wakatipu, um dos mais cênicos de Otago e da Nova Zelândia e é rodeada pelos Alpes do Sul, sendo a mais extraordinária cadeia de montanhas a The Remarkables. Na alta temporada a cidade pode ser bem cheia e agitada.



Rainbow Springs

Parque natural com piscinas alimentadas pela água cristalina que sai de vertentes subterrâneas e por onde nadam livremente magníficas espécies de trutas arco-íris e marrons. Veja exemplares de plantas e árvores locais e aves nativas como o papagaio-da-nova-zelândia (kea) e o kiwi, e conheça o tuatara, um réptil cujas origens remontam da época dos dinossauros.



Rotorua

Lugar da fascinante cultura Maori, fontes termais e piscinas de lama fervente. Rotorua é um lugar onde as forças turbulentas que formaram a Nova Zelândia são mais evidentes. Essa cidade, situada no Volcanic Plateau, tem um dos campos mais ativos de atividade geotérmica do mundo, está localizada justamente no Anel de Fogo do Pacífico. Rotorua é também lar do povo Te Arawa, que chegou a esse local há mais de 600 anos, e sua presença proporciona ao visitante inúmeras experiências culturais. Experimente um banquete hangi, preparado no solo fumegante, faça um passeio em uma autêntica vila m?ori pré-europeia ou presenteie-se com uma terapia de spa.



Sky Tower

É a maior estrutura construída da Nova Zelândia, com 328m de altura e oferece vista 360º de Auckland, com alcance de até 80km em todas as direções. É possível subir até uma altura de 192m e pisar sobre chão de vidro ou se aventurar no SkyJump, saltando dessa altura preso em um cabo até chegar ao solo.



Sydney

É a cidade mais populosa da Austrália e capital do estado de Nova Gales do Sul (New South Wales). Sydney é uma das mais multiculturais cidades do mundo, o que reflete o seu papel como um importante destino imigratório na Austrália. É conhecida pela Opera House e pela Harbour Bridge, além de suas praias. A área metropolitana é rodeada por parques nacionais, e contém muitas baías, rios e enseadas. A cidade já sediou importantes eventos esportivos, como os Jogos Olímpicos de Verão de 2000.



Tamaki Drive

É uma rota cênica beira-mar que passa pelas baías do leste. Há uma via para bicicleta, mas também popular entre caminhantes, corredores e skatistas. A melhor praia ao longo dessa rota é Mission Bay. Muito próximo dali, há uma variedade de restaurantes e cafés e o memorial ao Primeiro Ministro Joseph Savage.



Taupo

A cidade de Taupo fica à beira do maior lago do hemisfério sul. As atrações locais incluem a pesca de truta, o esqui e os parques geotérmicos. O lindo Lake Taupo é, na verdade, um enorme vulcão que conta uma história impetuosa. Sua mais recente erupção, em 181 d.C., foi forte o suficiente para mudar a aparência do céu da Europa e da China. De acordo com a lenda maori, o lago é o coração pulsante do peixe de Maui (North Island na Nova Zelândia).



Te Puia

É um centro de cultura Maori ainda viva, localizado a apenas 5 minutos do centro de Rotorua. Situada no Vale Geotermal Whakarewarewa, a área de 60 hectares de Te Puia abriga o Instituto de Artes Maori, o famoso gêiser Pohutu e mais de 500 pontos geotermais.



Teatro da Princesa

Data de 1886, mas ainda hospeda os melhores shows da cidade. Com sua magnífica fachada, tetos em forma de cúpula e lobby de mármore, este palácio de entretenimento da era Vitoriana ainda ostenta duas salas de jantar, Melba e Marriner, para petiscar antes dos shows.



The Rocks

Assim como o lugar onde os europeus escolheram pisar em terra firme em 1788, The Rocks é essencialmente o local de nascimento da Sydney moderna. Ao longo dos mais de 200 anos, se transformou de um turbulento e áspero assentamento de presidiários, soldados, marinheiros e gangues de rua em um circuito próspero, moderno que ostenta uma grande variedade de acomodações lustrosas, atrações e descolados bares e restaurantes.



Viaduto de Auckland

Localizado no coração de Auckland, é uma área residencial de luxo, comercial e de entretenimento. Diversos bares e restaurantes se alinham na waterfront. A marina abriga desde iates e barcos a vela até embarcações comerciais.



Waimangu

Extenso vale vulcânico com abundante atividade geotermal com florestas, lagos de águas cristalinas que estão próximos à cidade, em particular os lagos Azul e Verde.



Wanaka

Cidade na região de Otago, situada ao sul do Lago Wanaka. É, principalmente, um destino de veraneio, apesar de tanto o verão como o inverno serem temporadas. O lago cobre uma área de 193 km², tem 45km de extensão e águas cristalinas, ideal para pratica de esportes.



Wellington

Abrigada entre um porto reluzente e morros verdejantes, a capital da Nova Zelândia é conhecida pela arte, patrimônios, cultura e beleza nativa. É a segunda área urbana mais populosa da Nova Zelândia e foi considerada em 2014 a 12ª cidade com melhor qualidade de vida do mundo. Em 2011, a Lonely Planet nomeou Wellington como a 4ª no ranking das 10 Melhores Cidades para Visitar em 2011, sendo considerada a "mais legal menor capital do mundo".



Envie uma Mensagem


Venturas Viagens

Venturas Viagens e Turismo

Rua Minerva, 268 - Perdizes
São Paulo - SP - CEP 05007-031
Fone: 11 3879-9494
E-mail: atendimento@venturas.com.br

Mídias Sociais

Nossos Parceiros