Salta e Jujuy Privativo - Janeiro a Dezembro 2017




Legenda para refeições: C - café da manhã / A - almoço / Lt - lanche de trilha / J - jantar

1º dia - SALTA - Pernoite em Salta.
2º dia - SALTA - WALKING TOUR PELO CENTRO HISTÓRICO (C) - Pernoite em Salta.
3º dia - SALTA - VALE CALCHAQUÍE - CACHI (C) - Pernoite em Cachi.
4º dia - CACHI - CAFAYATE (C) - Pernoite em Cafayate.
5º dia - CAFAYATE - SALTA (C) - Pernoite em Salta.
6º dia - SALTA - PURMAMARCA (C) - Pernoite em Purmamarca.
7º dia - PURMAMARCA - HUMAHUACA - SALTA (C) - Pernoite em Salta.
8º dia - SALTA (C)

PACOTE DE VIAGEM DETALHADO PARA SALTA E JUJUY

1º dia - SALTA - Recepção no aeroporto de Salta e traslado para o hotel escolhido. Pernoite.

2º dia - SALTA - WALKING TOUR PELO CENTRO HISTÓRICO (C) - Em horário a combinar saída para walking tour pela cidade (entorno de 3 horas de duração). O walking tour começa sempre pelos hotéis, se estiverem hospedados no Finca Valentina haverá um traslado (incluso) para o centro de Salta. Passaremos por atrativos como: Museu Arqueológico de Alta Montaña (MAAM), Praça Central 9 de Julho que concentra o Cabildo, a Catedral Basílica, o Convento San Francisco, o Convento San Bernardo. Tarde livre. Retorno e pernoite (os museus não abrem as segundas).

* Museu Arqueológico de Alta Montaña (MAAM): O museu nasceu para proteger e estudar e as crianças de Llullaillaco, uma das mais importantes descobertas arqueológicas dos últimos tempos. Múmias Llullaillaco ou Crianças de Llullaillaco são os nomes dados aos corpos de três crianças incas excepcionalmente preservadas por cerca de 500 anos que foram descobertas no ano de 1999 no topo do vulcão Llullaillaco.

* Praça 9 de Julho: Principal praça da cidade onde estão localizados os principais edifícios coloniais. Segue o modelo espanhol da "Plaza Mayor" (praça maior ou praça principal).

* O Cabildo: Durante o período colonial era no Cabildo que funcionava a sede da administração colonial, uma espécie de "prefeitura". Sua estrutura era similar à dos cabildos da Espanha. Em várias cidades coloniais da Argentina como Buenos Aires, Córdoba e Salta, é possível observar edifícios do Cabildo, que normalmente estão localizados na "Plaza Mayor".

* Catedral Basílica: Foi construída em 1852 no espaço no qual originalmente se encontrava a primeira Igreja Matriz da cidade. Possui estilo italiano clássico em sua fechada. No interior da basílica estão as imagens do "Señor y Virgen del Milagro", padroeiros da cidade desde 1692, além do "Panteon de las Glórias del Norte", onde repousam os restos de diversas figuras da história nacional.

* Convento San Francisco: Sua colorida torre é uma verdadeira referência dentro da paisagem urbana de Salta. O templo pertencia à Ordem Franciscana e foi construído em 1625. Contudo sua famosa torre data de 1882, com seus 53 metros é uma das mais altas da América do Sul.

* Convento San Bernardo: É a mais antiga construção religiosa da cidade, data do final do século XVI e desde meados do século passado pertence à Congregação das Carmelitas. Sua grande porta de madeira maciça talhada por indígenas é considerada uma verdadeira jóia do patrimônio artístico de Salta.

* Todos os edifícios anteriormente citados foram declarados parte do Patrimônio Histórico Nacional em 1941.

3º dia - SALTA - VALE CALCHAQUÍE - CACHI (C) - Saída pela manhã de Salta pelo Vale Calchaquíe com destino à cidade de Cachi (160 km - aproximadamente 10Km em estrada de cascalho e o restante do trajeto em estrada de asfalto até a Cuesta del Obispo). Parada nos atrativos descritos abaixo. Almoço livre. Retorno e pernoite.

* Vale Calchaquíe - Seu nome se dá graças às tribos dos índios calchaquíes, habitantes originais desta região. Entre seus atrativos, pode-se destacar a Quebrada Del Escoipe, Cuesta Del Obispo (parada na Piedra del Molino), Parque Nacional de Los Cardones (parada na Reta TinTin, área de proteção ambiental onde os "cactus" conhecidos como "cardones" constituem vegetação nativa) e parada para fotografar na panorâmica do pico Nevado de Cachi. Sugerimos almoço (não incluso) na Sala de Payogasta, uma cooperativa de produtores rurais que inclui restaurante, pousada, vinícola e loja de artesanato.

* Cachi: Cidade do século XVIII, onde se destacam seus casarões, a antiga Igreja e Museu de Arqueologia. Este povoado era a antiga aldeia dos índios Chicoanas até a chegada dos espanhóis, que decidiram fundar cidade na confluência dos Rios Cachi e Cafayate.

* Quebrada Del Escoipe: Vale agrícola com montanhas de diferentes cores, vegetação exuberante e solo avermelhado.

* Cuesta del Obispo: Ascenso a 3348 metros de altitude. Trecho de 20 km de um caminho sinuoso que corta montanhas cobertas por vegetação que se caracteriza por sua cor verde intenso. À medida que os veículos sobem pelo pequeno caminho é possível observar seus barrancos, precipícios e bela vista panorâmica.

* Piedra Del Molino: Ponto mais alto da Cuesta del Obispo (3348 metros de altitude).

* Reta Tintin: Trecho da Rodovia que possui 19 km de extensão, sendo completamente reto. Está a 3000 metros de altitude em meio ao Parque Nacional de Los Cardones.

* Panorâmico do Nevado de Cachi: Trecho da estrada em que é avistada a montanha de 6380 metros cujo pico está sempre nevado.

Importante: há longos trechos de estrada de terra/cascalho, muitas curvas e elevadas altitudes.

4º dia - CACHI - CAFAYATE (C) - Traslado (175 km - estrada de cascalho) em direção ao Sul pela Rodovia 40 (liga Norte ao Sul da Argentina. A partir desse ponto estrada de asfalta). Parada nos atrativos descritos abaixo. Almoço livre. Chegada a Cafayate, tarde livre. Pernoite.

* Cafayate: Ao seu redor há uma série de rios e vários vinhedos. Se destaca a produção da uva branca da variedade Torrontés, a partir da qual é elaborado o vinho que é considerado um verdadeiro ícone argentino. Entre os vários atrativos da cidade, se destaca a visita às inúmeras vinícolas da região, nas quais é possível aprender sobre o processo de produção do vinho e realizar degustações.

*Caminho dos Artesãos: Local onde observamos o trabalho com a lã em telares. Podemos encontrar os artesãos especialistas na produção de ponchos, tapetes e roupas utilizando antigos telares manuais. A lã, matéria prima do trabalho, provém de lhamas, ovelhas ou vicunhas. Os desenhos de ponchos e tapetes normalmente estão relacionados às paisagens da região e a outros motivos regionais como as pinturas rupestres das antigas culturas indígenas (entre elas a inca).

* Molinos: Conhecida com a Capital Mundial do Poncho, fundada em meados do século XVII na confluência dos rios Humanao e Luracatao. Seu traçado é irregular e se destacam na paisagem suas casas de adobe (material frágil composto por barro, argila e palha. Os tijolos de adobe eram largamente usados nas construções coloniais). Sua igreja foi construída em 1693 e nela repousam os restos do ultimo governador realista (como eram chamadas as pessoas fiéis à coroa espanhola), Don Nicolas Severo de Isasmendi.

* Quebrada de Las Flechas: Conhecida por suas diferentes formações rochosas inclinadas com paredes de aproximadamente 20 metros de altura.

Importante: 90% trechos de estrada de terra/cascalho.

5º dia - CAFAYATE - SALTA (C) - Visita e degustação em uma vinícola de Cafayate. Retorno a Salta pela Quebrada de Las Conchas (200 km - estrada de asfalto). Parada no atrativo descrito abaixo. Almoço livre. Chegada no final da tarde e pernoite.

* Quebrada de Las Conchas: Seu percurso de 83 km permite observar como a erosão eólica e hídrica criou formas peculiares nas montanhas cor terracota da região. Tais formações receberam diferentes nomes como "O Frade", "O Sapo", "O Anfiteatro" e "Garganta do Diabo".

6º dia - SALTA - PURMAMARCA (C) - Saída em direção ao norte até Purmamarca (390 km - estrada de asfalto, exceto em um pequeno trecho já em Pumamarca, onde a estrada é de cascalho). Paradas nos atrativos descritos abaixo. Almoço livre. Pernoite.

* Quebrada del Toro: Garganta com paredes quase perpendiculares e que sofreram erosões durante o tempo. A vegetação nativa é composta por árvores baixas, arbustos e cactos em seu extremo superior.

* Ruínas de Tastil: Antiga aldeia indígena localizada a 3200 metros de altitude é atualmente um sítio arqueológico. É possível visitar-lo e conhecer a organização da aldeia (seus espaços comuns, praça principal, local de prática de rituais religiosos).

* San Antonio de Los Cobres: Antes mesmo da chega dos espanhóis por esta cidade passava caminho obrigatório que conectava o Oceano Pacífico com a Cordilheira dos Andes. A cidade é capital do Departamento de Los Andes e ficou conhecida especialmente por suas minas de cobre.

* Salinas Grandes: Vasta extensão branca de 212 km2 localizada ao norte de San Antonio de los Cobres. O horizonte branco nos confunde quando faz desaparecer a linha existente entre céu e terra. Antigas técnicas de extração de sal são utilizadas, razão pela qual podemos observar piscinas de escassa profundidade nas quais repousam pequenas quantidades de água. A origem das Salinas Grandes remonta entre 5 e 10 milhões de anos, quando a superfície do local fui coberta por uma grande quantidade de sais provenientes da atividade vulcânica. A evaporação paulatina das águas salgadas continentais deu origem a este salar, cuja crosta de 30 centímetros de espessura.

* Purmamarca: Seu território pertencia a uma das tribos que mais sofreu influência dos incas durante o período de dominação prévio à chegada dos espanhóis. Foi uma das últimas cidades a ser anexadas pelos conquistadores. É considerando um dos mais pitorescos e encantadores povoados da Quebrada de Humahuaca, especialmente porque seus habitantes são conservadores, zelam pela preservação da arquitetura da cidade e seu tradicional estilo de vida. A Igreja data de 1648 e foi declarada Monumento Histórico Nacional em 1941. Construída em adobe, está consagrada à Santa Rosa de Lima e em seu interior há pinturas da Escola Cuzqueña que datam do século XVIII. A cidade é especialmente conhecida por estar aos pés do Cerro de Los Siete Colores.
Cerro de Los Siete Colores: Sua peculiar gama de cores é produto de uma complexa história geológica que inclui sedimentos marinhos, lacustres e fluviais elevados por movimentos tectônicos.

Importante: há longos trechos de estrada de terra/cascalho, muitas curvas e elevadas altitudes.

7º dia - PURMAMARCA - HUMAHUACA - SALTA (C) - Traslado até a cidade de Humahuaca (77 km - estrada de asfalto, exceto um pequeno trecho em Uquia onde a estrada é de cascalho). Paradas nos atrativos descritos abaixo. Almoço livre. Retorno a Salta (245 km) no final da tarde. Pernoite.

* Cidade de Humahuaca: Cidade fundada pelos espanhóis no final do século XVI. Destaque ao monumento às comunidades indígenas e à Torre de Adobe, utilizada como posto de observação durante as guerras de independência.

* Quebrada de Humahuaca: Profundo e estreito cânion de origem tectônico-fluvial, localizado na Província de Jujuy, ao norte de Salta. Pelo centro da Quebrada passa o Rio Grande, um subafluente do Rio Paraguai. Sua estrutura está organizada de norte a sul, sendo que a altura de suas montanhas é maior no setor norte. É considerada uma via de acesso natural até a região da Puna, função que foi utilizada desde a época prévia à invasão espanhola. A Quebrada de Humahuaca é mundialmente conhecida pela beleza de suas paisagens e riqueza do patrimônio cultural preservado em suas cidades, razão pela qual foi declarada Patrimônio Cultural e Natural da Humanidade pela Unesco em 2003. A maioria de suas cidades nasceu a partir de povoados indígenas e por isso não há registro histórico da data exata de fundação. Uma das características mais marcantes é o sincretismo religioso, uma mistura entre cultos de origem indígena e a religião católica imposta pelos conquistadores espanhóis. Durante o ano é possível observar várias manifestações folclóricas e religiosas importantes tais como o Carnaval (entre fevereiro e março) e a Festa da Pachamama (agosto).

* Uquia: Pequena cidade da Quebrada de Humahuaca conhecida por sua Igreja. A mesma foi construída em 1691 a pedido de uma família da aristocracia vinculada à Companhia de Juseus. É notável a influência jesuíta em sua arquitetura. Seu interior abriga um conjunto de obras da escolha cuzqueña que retratam os "Angeles Arcabuceros". Trata-se de um conjunto de pinturas de anjos realizadas durante a dominação espanhola tendo como motivo a representação das figuras celestiais vestindo roupas de militares espanhóis do século XVII. Também é muito conhecida a imagem da "Virgen de La Leche"

* Tilcara: Assim como Purmamarca, esta cidade nasceu a partir do povoado indígena que ali existia e que foi dominado pelos incas. Há indícios de presença humana na região que datam de 10000 de anos. O grande atrativo desta cidade é seu Púcara, uma fortaleza construída pelos indígenas em ponto estratégico da Quebrada de Humahuaca. Ao seu redor cresceu a aldeia. É possível visitar todo o sítio arqueológico e aprender sobre a organização da aldeia, especialmente sobre as inovações arquitetônicas que trouxeram os incas quando chegaram à região.

Importante: pausa para almoço (não incluso) depende da preferência do cliente. Recomendamos que seja em Tilcara.

8º dia - SALTA (C) - Em horário apropriado, traslado para o aeroporto de Salta.

O ROTEIRO PODERÁ SER ALTERADO DE ACORDO COM CONDIÇÕES CLIMÁTICAS E/OU POR MOTIVOS ALHEIOS A NOSSA VONTADE.


Terrestre à partir de Salta

Preços por Pessoa em US$

HospedagensTriploDuploSingleCHD
Opção 12.040,002.765,003.315,00-
Opção 22.255,002.970,003.520,00-


* PARTE AÉREA - CONSULTE NOSSO ATENDIMENTO! Os valores de bilhetes aéreos estão sujeitos a variações diárias e a disponibilidade de lugares. Eles são garantidos somente no ato da emissão da passagem, conforme as regras de cada companhia aérea. Política de Criança: Consulte nosso atendimento para preços e condições. Preços em dolar por pessoa calculados para mínimo 2 passageiros. Sujeitos a alteração sem aviso prévio. Valores não são válidos para feriados locais, Natal e Réveillon. Todos os preços serão convertidos para o Real utilizando câmbio do dia do pagamento. O câmbio de referência a ser utilizado na conversão é o dólar exposto no site www.venturas.com.br.


O programa inclui

- traslados privativos compartilhados para todos os nossos clientes, citados no roteiro;
- hospedagem com café da manhã;
- todos os passeios privativos compartilhados para os nossos clientes, citados com acompanhamento de guia, taxas e transporte quando necessário;
- refeições mencionadas no roteiro;
- seguro de viagem;
- brinde exclusivo.


Não inclui

- Imposto de renda referente a remessas ao exterior (Deve ser pago juntamente com a entrada da viagem);
- refeições e bebidas não mencionadas;
- despesas pessoais;
- qualquer outro item não mencionado como incluso;
- gorjetas nos restaurantes;
- taxas pagas localmente;
- traslado entre os aeroportos Aeroparque e Ezeiza.


Hospedagem

OPÇÃO 1:
SALTA - Villa Vicuña Salta - www.villavicuna.com.ar/salta/
Check in: 15h00 / Check out: 11h00

CACHI - El Cortijo - www.elcortijohotel.com
Check in: 14h00 / Check out: 11h00

CAFAYATE - Villa Vicuña Cafayate - www.villavicuna.com.ar/cafayate/
Check in: 15h00 / Check out: 11h00

PUMAMARCA - Marques de Tojo - www.marquesdetojo.com
Check in: 14h00 / Check out: 11h00

OPÇÃO 2:
SALTA - Finca Valentina - www.finca-valentina.com.ar
Check in: 14h00 / Check out: 11h00

CACHI - La Merced del Alto - www.lamerceddelalto.com
Check in: 15h00 / Check out: 11h00

CAFAYATE - Wine Resort Cafayate - www.cafayatewineresort.com
Check in: 15h00 / Check out: 12h00

PUMAMARCA - Manantial del Silencio - www.hotelmanantialdelsilencio.com
Check in: 15h00 / Check out: 12h00


Transporte

Os tours são privativos compartilhados para clientes Venturas e realizados em carros 4x4 tyoyota Hi-Lux ou similar.


Seguro

Seguro Saúde/Viagem da Affinity Seguro Viagem, plano Affinity 60, durante o período da v... (clique para ver as condições)


Informações Úteis

Documentos necessários para embarque: Passaporte com validade mínima de 6 meses contados a partir da data de embarque ou RG original com foto recente, emitido há menos de 10 anos.
Visto: Argentina - Brasileiros estão isentos de visto a turismo, para permanência inferior a 03 meses (90 dias).


Parcelamento em cheques: 5 x sem juros
(Não aceitamos cheques de terceiros ou de pessoa jurídica; Não aceitamos cheques de contas com menos de 6 meses da abertura)

Parcelamento em cartão de crédito:
Visa ou Mastercard: 40% entrada em cheque ou dinheiro + 3 parcelas iguais no cartão
Amex: 40% entrada em cheque ou dinheiro + 2 parcelas iguais no cartão
*cartões devem ser de pessoa física e emitidos no Brasil.
*a primeira parcela do cartão será debitada na data da sua próxima fatura.

Venturas Viagens

Venturas Viagens e Turismo

Rua Minerva, 268 - Perdizes
São Paulo - SP - CEP 05007-031
Fone: 11 3879-9494
E-mail: atendimento@venturas.com.br Certificações Venturas

Mídias Sociais

Facebook Venturas Twitter Venturas Youtube Venturas Instagram Venturas Blog Venturas